Total de visualizações de página

sábado, 5 de agosto de 2017

Descartes e Bacon na sociedade

O Discurso do Método de Descartes e Novum Organum de Bacon em uma primeira impressão, aparentam ser apenas métodos epistemológicos aplicados somente em pesquisas científicas, até considerados métodos de simples aplicação em uma sociedade do século XXI. Porém, ao analisar mais a fundo as obras e as relações humanas nessa suposta sociedade moderna, percebemos que os métodos empreendidos por Descartes e Bacon são aplicáveis também na formulação do pensamento do indivíduo e de suas ações no seu cotidiano.
Apesar de toda a tecnologia e o acesso à informação que temos, as nossas razões ainda são frutos de concepções muitas vezes errôneas, deixamos as nossas decisões politicas e sociais serem influenciadas pela religião, misticismo e principalmente o senso comum, que se encontram enraizados em nossas mentes.
Muitas vezes, não temos o cuidado de ao menos perguntar e refletir se há algum sentido ou lógica nas nossas decisões, simplesmente seguimos as nossas emoções e paixões; podem ser dados diversos casos, como, por exemplo, o medo de algumas pessoas tem para com gatos pretos ou reclamar da corrupção e votar em políticos que ofereceram dinheiro pelo seu voto.
Além de nossas decisões, a nossa percepção de como é o mundo também é afetada pela falta de um método que permita um melhor compreendimentos das coisas, dessa falha, surgem o racismo, a xenofobia, e outras falhas que deterioram ainda mais as relações humanas, as quais, pela razão, poderiam ser harmônicas, são, em realidade, caóticas e cheias de paradigmas e dogmas.

Assim, os métodos de Descartes e Bacon não devem ser entendidos somente como um simples método epistemológico utilizado nas pesquisas acadêmicas, mas sim devem ser apreciados na formação de nossas razões, para que possamos melhorar as nossas relações no trabalho e na vida social, quebrando velhos dogmas que impedem o aprimoramento da sociedade.  

                                                                                Augusto Fávero Merloti- Direito 1 ano Noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário