Total de visualizações de página

sábado, 5 de agosto de 2017

Soneto sobre a ciência moderna e a verdade

Senso comum, frequentemente engana
Pré-conceitos, mente frágil, doída
Reparo e razão, em contrapartida
Trazem verdade, sempre soberana.

Ídolos, bloqueiam a mente humana
Falsas percepções do mundo e da vida
Para a situação ser resolvida,
A verdadeira indução a nós clama.

Ciência moderna, visando ao útil
Não à aforia, como os antigos
Com a clareza, proporciona o tátil.

Razão e experiência, amigos
De um novo método, agora fértil
Trazem cura da mente, sem perigos.


Tiago Nery Constantino - 1º ano Direito Matutino

Nenhum comentário:

Postar um comentário