Total de visualizações de página

sábado, 12 de agosto de 2017

O Existir e o Progresso

Nós vemos, através de lentes da ciência, uma enorme evolução da vida.
Melhorias que pensávamos ser inalcançáveis.
Temos uma esperança coletiva: a Terra.
Entretanto, incontáveis ​​pessoas permanecem sem esperança, famintas e cercadas de calamidades.
Sofredores enrolados em meio à tanta instabilidade.
Pessoas matam e são mortas em nome de um conceito alheio sobre Deus.
Nós admitimos que os nossos preceitos, pensamentos e comportamentos são formados mediante uma visão de que o mundo gira em torno de nós? Uma crença na qual estamos sempre no centro?
Cada conflito fabricado, guerra, bombardeio, atentado terrorista, ditador ficcional, tendência ou partido fazem parte das cortinas de conflitos raciais, étnicos, religiosos, nacionais e culturais da sociedade.
O universo está em constante expansão.
É possível que nunca pare.
Não importa a grandeza de nosso mundo e suas riquezas, nossos corações, nossas mentes e pensamentos.
O universo é maior.
De uma forma que é indispensável a constante busca de progresso.
Há mais estrelas no universo do que grãos de areia nas praias do mundo.
Há mais estrelas no universo do que segundos de tempo que passaram desde que a Terra se formou.
Há mais estrelas do que palavras e sons que já foram pronunciados e escritos por toda espécie humana.
Imagine a pluralidade de planetas e suas formas de vida.
O dia em que encerrarmos a exploração, seja de nossa própria Terra ou do espaço ao redor e além dos nossos sonhos, será o dia em que estaremos pondo em xeque a continuação do viver de nossa espécie.
Estaríamos propensos a agir sobre os nossos preconceitos?
Grandes chances.
Observar-se-ia o último suspiro da engenhosa iluminação humana.
Isso até o surgimento de uma nova cultura.
Que retomaria tal a perspectiva cósmica.
Perspectiva na qual somos um só.
Não estando nem acima nem abaixo, mas sim juntos.

Progredindo e existindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário