Total de visualizações de página

domingo, 6 de agosto de 2017

Novum Soneto do Método

A crítica à metafísica é sedutora
Lânguida é, pois, da filosofia, sua gênese
Conjectura é a razão à sua diátese
Faz-se o Discurso da ciência traidora

Genuíno cristão, que pratica a têmpora
É resposta, o espírito, à anamnese
A alma é pressuposto, logo, faço o parêntese
Metafísico, pois, sois vós em sua metáfora

Não se ausenta, bem como, Bacon, do engano
À metafísica deixou, também, sua ofensa
Vê o fim positivo, ainda que não profano

Da ciência, a meta, do que induz e que pensa
Vê, na física, o absoluto mundano

Ora, dois, tudo é ciência, se por trás há crença?



Pedro Cabrini Marangoni - primeiro ano noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário