Total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Just another brick in the wall

            Desde o princípio da civilização, o homem busca apoiar-se na crença de algo superior a própria humanidade, alguns acreditam em um ser superior, outros acreditam na ciência como um meio para o maior entendimento. Em suma, todos buscam, de alguma forma, por algo que possa explicar o que o homem não entende, e a quem possa culpar por seus atos. Numa interpretação simples dos “Ídolos” de Francis Bacon, é perceptível que o homem interpreta e distorce o conhecimento que obtém da forma que melhor lhe convém.
            Alguns utilizam da palavra de Deus para cativar e influenciar a mente dos homens, e isso pode ser usado como uma arma para o terror ou como um meio para a aproximação dos povos; desde a Antiguidade essa é uma verdade irrefutável, atos de terror e guerras já foram proclamadas em nome de um ser superior, porém, conflitos também já foram impedidos por conta disso, povos que a muito se distanciaram voltaram a se aproximar com a ajuda de homens que são tidos como os interpretes, protetores e disseminadores da palavra de Deus ou dos Deuses, isso exemplifica a ideia dos “Ídolos” de Bacon.
            Um ponto importante a ser observado, é o de que alguns homens se confortam, no que lhes é imposto pela sociedade e nas informações que lhes são passadas pelos meios midiáticos e por pessoas de grande influência social, estes não buscam por um conhecimento mais aprofundado a respeito das informações que lhes são passadas e não se rebelam contra as injustiças e contra aqueles que deveriam servir o povo, mas que na prática, servem aos seus próprios interesses.
“Nós não precisamos de nenhuma educação
Nós não precisamos de nenhuma lavagem cerebral
[...]
Em suma, é apenas mais um tijolo no muro
Em suma, você é só mais um tijolo no muro
[...]
            (Roger Waters, Another brick in the wall part II)

Lucas Santos de Oliveira - 1° ano Direito diurno – Unesp Franca




Nenhum comentário:

Postar um comentário