Total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Do senso comum e do racional na ciência atual

 O senso comum pode ser descrito como um comportamento que emerge da experiencia coletiva, e está associada as suas crenças, por vezes infundadas sob um ponto de vista da lógica cartesiana.
 Já o senso racional seria o obtido através do pensamento racional, com a análise das experiências individuais, sua organização e possibilidade de repetição. Este ultimo item não encontra contrapartida no senso comum: por exemplo, certo fenomeno poderia ocorrer apenas uma ou um número ínfimo de vezes, nao encontrando correspondência com a realidade e poderia ser considerado verdade no senso comum.
 Durante os dias atuais, a enxurrada de informação a que somos submetidos de forma não-linear (vide feed das redes sociais), a facilidade e a especificidade que é possível se obter em determinado assunto (criando experts sobre algo em cinco minutos) e, paralelamente, a grande quantidade de informações não verídicas observada nos meios de comunicação, com a especialização de alguns escritores na produção de notícias falsas e manipuladoras, tem possibilitado o surgimento de um fenômeno interessante de formação de um senso comum com a aparência de senso racional. Ocorre, nessa formação, o emprego de erros lógicos na formulação das perguntas e respostas obtidas, a desconsideração de ferramentas da análise estatística para validação de determinado fenômeno, chegando até a utilização de crenças como forma de explicaçao dos fenômenos.
 Atualmente, nem mesmo as pessoas que se dedicam a estudar um determinado assunto, ou  cientistas. estão livres desse mal. Em um mundo utópico, todos os temas de pesquisa deveriam ser valorizadas igualmente. Porém, as pesquisas científicas necessitam, via de regra, de fundos. Esses fundos são provenientes de agências de fomento, ligados ao governo. Assim, há maior dificuldade que uma linha de pesquisa que nao corresponda aos ineressses do estado tenha recursos e resultados que uma pesquisa de maior interesse, havendo, então, um direcionamento dos recursos e temas que acaba por causar diferentes padrões de qualidade entre os temas estudados.
 Essse direcionamento é agravado pelo comportamento intrinseco dos pesquisadores, que precisam cumprir metas numéricas sob a forma de artigos, congressos, orientações, (cabe lembrar que salami science se encaixaria nesse ponto, visando a inflar os números de artigos) e o misturam com itens de seu credo, como, por exemplo, a justificativa da organização excessiva de seu trabalho com base em critérios astrológicos.


Aviso: imagem meramente ilustrativa

(Imagem minimamente relacionada com o conteúdo abordado,
criada para suscitar questionamentos sobre a organização científica atual)



GUILHERME MINORU HOTTA
1o ANO DIREITO NOTURNO

Nenhum comentário:

Postar um comentário