Total de visualizações de página

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Torcer para as olímpiadas, um fato social ?


Émile Durkein em sua obra “ A Regra do Método Sociológico” critica outros estudiosos por não elaborarem um método para análise dos fatos sociais, assim como define o que para ele são fatos sociais, são coisas, que atuam diretamente no nosso modo de agir, pensar e sentir, e que são dotadas de 3 características básicas, exterioridade, coerção e generalidade.

Exterioridade porque eles não dependem de um único indivíduo, são externas a ele, inerentes a ele, coerção porque os fatos sociais levam os indivíduos a agirem de acordo com a expectativa do seu grupo, e generalidade pois nenhum individuo do grupo sofre exclusivamente aos fatos sociais ou é excluído dos seus efeitos, é geral a todos.

Logo para Durkein o indivíduo autônomo não existe, ele é levado pelas forças morais de sua sociedade a agir de uma determinada forma, e para ele também, o próprio individualismo se forma pela coletividade. Durkein também afirma que os fatos sociais são permanentes, já que exercem uma função importante no organismo social, para o mesmo a sociedade é um organismo, dotado de diferentes partes com diferentes funções. Então para se entender um fenômeno social é preciso estudar separadamente a causa eficiente que ele produz e a função que este cumpre. Sendo que a causa eficiente deve ser procurada em fatos sociais anteriores ao que está sendo estudado e a função social deve ser procurada na relação dos fatos sociais com seus objetivos sociais.

Deste modo, fazendo uma ponte com a atualidade, é possível observar a animação geral com as olímpiadas e com a exibição jogos como um fato social, todos estão torcendo e falando disso o tempo todo, logo você se vê obrigado e contagiado com a energia de colegas e moradores da sua casa a assistir, vibrar e se divertir com os jogos também, coisa que eu particularmente não faria se estivesse só em casa. Logo essa emoção e dedicação com os jogos das olímpiadas exerce uma coerção sobre os indivíduos, é exterior a eles e é geral a todos os indivíduos, as pessoas, portanto, são levadas a agir de uma determinada maneira pelas forças morais da sua sociedade, ou grupo. E para se entender esse fenômeno social, de torcer para os atletas e para o Brasil nas olímpiadas, sendo que a maioria das pessoas eram contra a realização dessa olímpiada, é preciso entender a causa eficiente produzida por ele e também  a função que este cumpre. A causa eficiente seria os motivos que desencadearam esse fenômeno social, e que para mim se deve a transmissão massiva dos jogos olímpicos assim como excessiva propaganda dos mesmos nos meios de comunicação, e a sua função social, também na minha opinião, seria reforçar o nacionalismo do país, assim como mascarrar, mesmo que momentaneamente os problemas enfrentados no Brasil.


Isabela Gisela Heuberger - 1° Ano Noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário