Total de visualizações de página

terça-feira, 9 de agosto de 2016

O método de Durkheim

Emélie Durkheim estabelece uma metodologia para análise sociológica que consiste nos seguintes pontos principais: analisar os fatos sociais como coisas, afastar quaisquer prenoções do objeto de estudo, manter a exterioridade do mesmo e definir qual será o objeto estudado. Ele faz uma crítica à estudiosos anteriores que, segundo ele, estudaram conceitos e ideias em vez de fatos sociais em si.
Por acreditar que a sociologia possui uma natureza própria, Durkheim procura a afastar da filosofia, da psicologia ou das ciências naturais. Além disso, a natureza da sociedade não pode ser confundida com a natureza humana, individual ou da constituição orgânica dos indivíduos. 
Uma das preocupações de Durkheim é com a possibilidade de confusão entre fatos sociais com individuais, coisa que traria grandes prejuízos à análise sociológica. Para ele, a sociedade é infinitamente superior ao indivíduo e por isso tem poder de impor modos de pensar e agir - poder de coerção, o fato social em si. Por isso, é a sociedade como um todo que deve ser objeto de estudo da sociologia e não tendências individuais.
A neutralidade é um dos pontos mais importantes de seu método. Uma das frases que ele utiliza para sintetizar essa ideia é: "o sentimento é objeto da ciência, não critério da verdade científica". Acredita que é necessário não haver vínculo emocional entre o objeto estudado e o responsável pelo estudo.
Para sintetizar a ideia de fato social, a seguinte música de Arnaldo Antunes e Antonio Pinto pode ser interessante. A música dá uma ideia de vigilância, estabelecimento de regras e normas coercitivas - papel que, segundo Durkheim, seria cumprido pela sociedade. 
https://www.youtube.com/watch?v=59Izjl7wYu0

Ana Luísa Ruggeri - Direito matutino - 1º ano

Nenhum comentário:

Postar um comentário