Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O fato social de Durkhein e as Olimpíadas

O fato social de Durkhein e as Olimpíadas
Dando continuidade aos trabalhos de Auguste Comte, Durkhein foi um dos responsáveis por levar a sociologia para o meio acadêmico, consolidando-a como ciência. Suas principais obras foram ''Regras do Método Sociológico'' e ''O Suicídio'', ambas do século XIX.
Em ''Regras do Método Sociológico'', Emile Dukhein definiu fato social como ''toda maneira de fazer, fixada ou não, suscetível de exercer sobre o indivíduo uma coerção exterior, ou ainda, toda maneira de fazer que é geral na extensão de uma sociedade dada e, ao mesmo tempo, possui uma existência própria, independente de suas manifestações individuais''.
Segundo o filósofo, nenhum ser nasce sabendo seu papel na sociedade, e esse conhecimento só é possível ao se viver em uma. Costumes, leis, ideais, prática, moral, família, etc. são fatos adquiridos em sociedade que transforma um homem natural em um ser social.
Seguindo o pensamento durkheiniano e colocando em analise as olimpíadas, pode-se dizer que ela é um fato social, uma vez que, ela é geral, independente e externa. É geral por existir na sociedade e se repetir nela; é independente do indivíduo, já que ela existia antes dele e existirá independente de sua existência; e externa ao indivíduo. As olimpíadas agem coercitivamente no que se refere à competição, fazendo ser conveniente a disputa e a rivalidade, ou seja, conduz o individuo a agir de uma maneira que corresponda com a sociedade na qual esta inserido.

João Eduardo Andrade Pereira
1º ano - noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário