Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A relação do fato social com a corrente de massas

         Em sua obra "As Regras do Método Sociológico", Émile Durkheim dedica-se a explicar o conceito e a aplicabilidade da noção de fato social na sociedade civil. Para o sociólogo, fato social é definido como uma força coercitiva presente no meio social que leva os indivíduos a agir, pensar e se portar de uma determinada maneira, mesmo sendo esta contrária aos seus princípios e julgamentos. Contudo, apesar da definição anteriormente citada possa criar a falsa impressão de que o conceito e a função de um fato social seja algo simples e muitas vezes com um surgimento aleatório, estes, na verdade, são de uma complexidade muito mais profunda do que aparentam, não se limitando à necessidades momentâneas, mas tendo sua origem a partir de uma necessidade anterior e também através da combinação de outros fatos sociais previamente existentes.
         Exposto isso, é válido citar a atenção especial que Durkheim dirige à particularidade de que todo fato social apresenta uma causa eficiente, ou seja, uma necessidade específica para que ele possa existir: "A função de um fato social deve sempre ser buscada na relação que ele mantém com algum fim social". Desse modo, de acordo com o exemplo utilizado pelo próprio sociólogo, a punição para um crime se faz necessária muito mais para que se possa dar um respaldo para a coletividade, do que efetivamente para repreender crime em si.
         De fato, muito dessa noção sobre o que é e a qual o propósito de um fato social é observada na sociedade contemporânea. Por exemplo, muito se fala na atualidade sobre a imposição pela mídia de padrões ideais de corpo para mulheres e homens, criando dessa forma uma corrente muito forte de insatisfação física generalizada na sociedade, desencadeando muita vezes problemas como a anorexia e bulimia.
         Em verdade, não apenas na perspectiva de padrões físicos se encontram os princípios de Durkheim, mas a ideia da função do fato social muito se aplica às recentes manifestações ocorridas no Brasil. Em várias delas, foi possível observar uma onda crescente de reivindicações para o retorno à ditadura militar (constituindo-se tal exigência como um fato social, visto que várias pessoas passaram a compartilhar da mesma ideia mediante influência exterior), não embora apresentando-se este como um clamor efetivo para que o regime supramencionado fosse novamente instaurado, mas para que a amenização da corrupção (bem como outras solicitações ao longo do movimento) fosse alcançada.

         Em suma, percebe-se que muito da noção de fato social se encontra no movimento de corrente de massas, as quais, por uma imposição e/ou coerção externa, faz com se condicione grande parte do pensamente coletivo.

Ester Segalla dos Passos - Direito - noturno

Nenhum comentário:

Postar um comentário